Medo da H1N1 mas dá porcaria pro filho comer?

 

Novos estudos trazem à tona algo que já imaginava: comer porcaria e ficar obeso prejudica sua imunidade. Não acredita? Pior pra você! Veja como isso pode ter a ver com H1N1.

Todo mundo já está cansado de saber que alimentação é a base da saúde. Mas parece ser mais fácil fechar os olhos e ouvidos e entrar no fast-food mais próximo.

Ontem pude sentir o quanto as pessoas estão apavoradas com o H1N1. Quem me acompanha sabe que não sou alarmista, mas confesso que estamos em um momento crítico.

Na volta do trabalho pra casa, estava escutando sobre a situação em São Paulo na CBN e realmente o cenário é de se preocupar.

Mas talvez as pessoas estejam deixando o básico para trás e tentando fazer apenas o mais fácil. Pode ser que isso não funcione.

Vacinar contra H1N1 é importante, mas não vale se sabotar

Não existe imunidade boa quando quase tudo o que se come é porcaria (junk food)!

Todo mundo correndo atrás da vacina e do álcool gel, o pessoal das clínicas de vacina (não tenho, nem pretendo) com o telefone tocando sem parar, você já quase um especialista no tema de tanto que já leu, mas todos esquecendo o principal.

A nossa população está cada vez mais acima do peso e obesa – não é para menos: comemos cada vez mais comida de pacote e cada vez menos comida de verdade.

“- Ah, Doutor Flávio, isso eu já sabia! Mas aí eu dou a vacina pro meu filho e fico tranquilo.”

É mesmo? Não, definitivamente não!

Para que você que pensa assim possa refletir, queria deixar a conclusão de dois estudos sobre alimentação, vírus influenza e vacinação:

1. Journal of Nutrition – 2007 – Estudo com ratos obesos e resposta à infecção por influenza

“Os dados indicam que a obesidade inibe a habilidade do sistema imunológico responder apropriadamente à infecção por influenza e sugerem que pode levar a um aumento de morbidade e mortalidade por infecções virais.”

“-Beleza, é só dar a vacina então…”

Será? Veja este outro estudo então.

2. International Journal of Obesity – 2012 – A obesidade está associada com resposta imune diminuída à vacinação para influenza em humanos

A farmácia da Comida de VerdadePois é, acho que não precisamos de mais motivos para entender o quanto estamos doentes e adoecendo nossos filhos por causa de nossa alimentação e estilo de vida.

E se todo mundo só fala de vacina (deve ser feita por todos, vejam este outro post meu), álcool gel e máscaras N95, eu prefiro te alertar que na boa alimentação está o alicerce para a tua saúde e dos teus filhos.

Como sempre, dúvidas nos comentários abaixo. Ficarei feliz em responder assim que possível.


Receba seu ebook grátis

Receba grátis ebook do pediatra dr Flávio Melo com 27 textos sobre os temas mais atuais, como H1N1, Zika, Imunidade e alimentação. São 160 páginas de conhecimento sobre como cuidar bem de seus pequenos. Basta deixar seu e-mail e clicar em "Eu quero"

Dr Flávio Melo - pediatra

Sou médico pediatra há 11 anos, formado em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba e Pediatria no Instituto de Medicina Integral Fernando Figueira (IMIP/Recife-PE). Enxergo que o futuro da prevenção na criança, passa por uma atuação nos hábitos familiares e estilo de vida, desde antes do casal engravidar.

4 comentários em “Medo da H1N1 mas dá porcaria pro filho comer?

  • Pingback: H1N1/Influenza: ainda não vacinou seu filho? - Pediatra do Futuro

  • 24 de maio de 2016 a 08:32
    Permalink

    Bom dia Dr.
    Parabéns pelo canal!
    Minha família segue o Dr. Souto ( Alimentação com comida de verdade )
    Mas e nas festinhas de aniversário, que o nosso filho teima em comer doces, salgadinhos e o bolo?
    Deixa comer só naquele dia? Difícil né?
    Abraço

    Responder
    • 24 de maio de 2016 a 12:14
      Permalink

      Lembre sempre da frase: o bom não é inimigo do ótimo. Desde que não seja uma festa por dia, como a gente observa na alimentação infantil nos dias de hoje, não será uma festinha habitual que mudará os hábitos deles. Desde que você sempre frise/converse/explique que essa é uma situação de exceção e que a comida da festinha é besteira.

      Responder
      • 24 de maio de 2016 a 12:23
        Permalink

        Dr. Fico muito aliviado!
        Sendo assim até eu posso comer se der vontade.
        Caso contrário a gente fica de fora .. não come, não bebe, não participa da festa.
        Fica ilhado !!
        Daí seria um problema social, não é mesmo?
        Obrigado pela dica valeu Ouro!
        Abraço e parabéns pelo Blog

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *