Socorro! Tivemos um bebê e viramos zumbis! (Parte 2)

 

 

Se você não leu a primeira parte, comece por ela clicando aqui. Fazer um bebê dormir, do nascimento até em torno de 6 meses, não é fácil. Precisa de conhecimento, planejamento, paciência e muito amor. Neste post vou dar algumas sugestões para você lidar melhor com as dificuldades que vão aparecer.

Se você procurar na internet, vai encontrar inúmeros livros sobre o tema, que vão te ensinar táticas que parecem curso de adestramento de cães da polícia militar, até rituais etéreos misturando cristais com dança do ventre.

Eu queria te falar de ciência do sono dos bebês e o que existe publicado é muito para ser resumido em um post, então serão vários.

Por isso te darei as diretrizes e você escolhe o modo que mais se adapta ao seu estilo de criação de filhos (respeito todos, desde que não signifiquem desrespeito).

Vamos por partes – informe-se para um bom sono do bebê

1- Conhecimento

Lendo o primeiro post, você entendeu que é normal que os bebês até quatro meses tenham sono irregular e que os seus ciclos de sono sejam mais curtos e facilmente quebrados por nossas ações.

Então, antes mesmo de nascer o bebê, sugiro que estudem um pouco o tema, para que se preparem e não tomem medidas extremas diante de um bebê insone.

Também é importante aproveitar suas tardes sufocantes no final da gestação, para conversar com suas amigas que já tiveram filhos e acessar os bons grupos de apoio à mães no Facebook, entender as experiências de quem já teve filhos para preparar o coração e a cabeça (principalmente!).

2- Planejamento

Decida uma coisa logo: você quer seu bebê no seu quarto ou no quarto dele (se puder)?

Vejo tanto mimimi nessa questão de cama compartilhada, que fico até com receio de mexer nessa Caixa de Pandora.

Compartilhamento de cama é possível com cuidados
Compartilhamento de cama é possível com cuidados

Mas, sendo reto, o ponto é o seguinte: quer fazer cama compartilhada? Faça e provavelmente acordará um pouco mais. Porém o processo de adormecer é facilitado e o processo de amamentação também!

Agora, se seu marido emite sons dormindo (politicamente incorreto – ronca!) como uma Scania com escapamento furado ou todos os dias para dormir toma três doses duplas de Whisky com Rivotril, esqueça cama compartilhada com ele e o bebê!

Está nos estudos, que aumenta substancialmente o risco de sufocamento, dividir a cama com pais que tomam tranquilizantes/drogas e bebida alcoólica. Também vale para os obesos graves.

E ninguém, nem você, nem o bebê, conseguirá dormir nunca com a sinfonia da Scania.

“- Não, eu quero o bebê no quarto dele!”

Então, primeiro, o berço não precisa e não deve estar mais enfeitado do que carro alegórico da Unidos da Tijuca! Principalmente com travesseiros, rolinhos e seiscentos ursinhos de pelúcia do chá de bebê. Também aumentam o risco de sufocação e podem atrapalhar o sono.

Lençol confortável e único, de preferência levemente preso nas laterais do berço ao nível do tórax do bebê. Travesseiro mínimo.

Bebê pequeno deve dormir de barriga para cima.

Quer usar uma babá eletrônica? Use. Mas sem lembre que eu te disse que você, ao ter o bebê, ativa uma que já vem de fábrica no seu cérebro.

Calor demais faz mal, frio demais faz mal.

Ventilador tem o inconveniente de quase nunca conseguir ser limpo totalmente. Se você puder e o governo deixar, use um ar condicionado com a temperatura ao redor de 23 graus e limpe pelo menos duas vezes por semana o filtro.

3- Paciência e Rotina

Se tem algo que pode ajudar o seu bebê a aprender a dormir direito, é algo que se chama rotina!

Portanto, sempre que possível, programe os banhos do seu bebê para os mesmos horários e crie um ritual a ser seguido:

Rotinas são importantes para o bebê– Tire a roupa.
– Banho de sol 5 minutos dentro do próprio quarto até o terceiro mês, com a janela aberta. Se estiver muito frio, relaxe, espero que seu pediatra tenha prescrito a suplementação de vitamina D.
– Dê o banho, mas não precisa fazer o bebê dormir na água.
– Amamente e antes que ele adormeça, quando ainda estiver sonolento, coloque no berço e fique um pouco com ele até perceber que ele entrou em sono profundo. (no post anterior expliquei a razão disso).

“- Ah, mas ele adormeceu no peito…”

Tudo bem, coloque para dormir assim mesmo! Porém, talvez seja melhor esperar um pouco mais para arrotar (20 minutos) para que ele entre em sono profundo.

De dia, coloque o bebê para dormir com claridade, com sons normais de rotina da casa, desde que não seja a metralhadora (arghhhh) tocando no som e outra metralhadora pipocando no videogame do quarto do irmão ao lado.

De noite, dormir no escuro total.

Faça o mesmo ritual de banho, pode até começar com uma massagem relaxante (Shantala), por volta de 19h30-20h e já chegue com ele no quarto com as luzes mínimas e com o ambiente pronto para que ele durma.

Nada de abajurzinho, nada de Candy Crush no quarto do bebê, pois vocês devem dormir o máximo possível quando o bebê dorme e não ficar olhando Facebook e jogando. Principalmente se em cama compartilhada.

Se o seu bebê, começar a se mexer, grunhir, gemer, você pode ir até lá verificar se tudo está bem, olhar a fralda, checar a temperatura do ambiente, mas só o pegue nos braços se ele chorar!

Como você leu ontem, há ciclos de superficialização e aprofundamento do sono e se você o pegar nos braços nesses momentos de superficialização, ele vai acordar e começa tudo de novo.

Uma das coisas mais importantes que seu bebê deve aprender é exatamente se “auto acalmar” para entrar em sono profundo. E isso acontece justamente quando ele superficializa e depois consegue novamente relaxar profundamente (ciclos de 25 minutos, aproximadamente).

“- Ah, mas não tenho que acordá-lo de 3 em 3 horas para comer?”

Sem rodeios: até um mês de vida, sim! Depois disso, se estiver ganhando peso bem e não for prematuro, não.

Quer acordar o bebê? Tire a roupa dele. Simples assim.

Lembrando que sempre que ele acordar chorando (diferente de superficializar), deve ser alimentado e verificar se não está molhado/cocô, não importa o intervalo.

4 – Sobre o amor

Ser mãe é difícilAlgo que me preocupa muito são os estudos que mostram a grande incidência de depressão nas mães de bebês insones. Isso é mais comum do que pensamos e caso seja muito intenso o sintoma, precisa de ajuda médica.

Não guarde para você o sentimento de frustração e tristeza se as coisas não estão do jeito que você sonhou com seu bebê.

Como disse no início, não é fácil, mas na maioria das vezes tudo pode melhorar com o apoio da família, de uma pediatra compreensivo e até mesmo de um psiquiatra.

Caso sinta que a situação está fugindo do controle, peça ajuda!

Por mais que você tente tudo isso que coloquei acima, alguns bebês podem ser indóceis e um pouco mais irritáveis, principalmente os que tem mais cólicas e sei ser extremamente frustrante passar dias e noites com um bebê que parece não corresponder à nossa idealização.

No próximo post eu vou falar sobre técnicas para exercitar a capacidade do bebê de se auto acalmar e sobre o famigerado treinamento do sono.

Como disse no início, precisaria de um livro para colocar tudo sobre o tema, então, se tiverem paciência, farei alguns posts sobre o tema, começando na fase de bebê e chegando até a fase da criança maior.

Pronto, agora pode voltar pro seu Candy Crush, mas se tiverem dúvidas, respondo nos comentários.

Compartilhem à vontade!!!


Receba seu ebook grátis

Receba grátis ebook do pediatra dr Flávio Melo com 27 textos sobre os temas mais atuais, como H1N1, Zika, Imunidade e alimentação. São 160 páginas de conhecimento sobre como cuidar bem de seus pequenos. Basta deixar seu e-mail e clicar em "Eu quero"

Dr Flávio Melo - pediatra

Sou médico pediatra há 11 anos, formado em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba e Pediatria no Instituto de Medicina Integral Fernando Figueira (IMIP/Recife-PE). Enxergo que o futuro da prevenção na criança, passa por uma atuação nos hábitos familiares e estilo de vida, desde antes do casal engravidar.

12 comentários em “Socorro! Tivemos um bebê e viramos zumbis! (Parte 2)

  • Pingback: Socorro! Tivemos um bebê e viramos zumbis! (Parte 1) - Pediatra do Futuro

  • Pingback: Socorro! Tivemos um bebê e viramos zumbis! (Parte 3) - Pediatra do Futuro

  • 8 de junho de 2016 a 10:46
    Permalink

    Olá, tenho um bebe de dois meses que não dorme o dia todo, tem dias que passa das 5 da manhã até as 20 da noite acordada, chora muito, Só se acalma se tiver no braço e temos que ficar mostrando coisas a ela o tempo todo se não ela chora. Ela sente colida também, se contorce muito. As vezes tira uns cochilos durante o dia, mas se colocar no berço acorda na hora. Gostaria de saber se é normal? já conversei com alguns pediatras sobre o assunto, mas acho que eles não acreditam, pois dizem que é normal.. O bebe está ganhando peso e se desenvolve bem, mas não dorme o dia todo, só a noite dorme no cansaço.

    Responder
  • 30 de julho de 2016 a 21:41
    Permalink

    Oi boa noite ! Minha bebê vai fazer 2 meses e como a maioria dos RNs que trocam a noite pelo dia a minha dorme tranquilamente durante o dia e a noite chora o tempo todo so se acalma se eu colocar no peito e msm depois q dormi quer continuar no peito se eu tiro ela começa a chorar de novo ja tentei todas as formas possiveis e nada e ela sente muita colica e fica cheia de gazes! Dr por favor me ajude

    Responder
    • 31 de julho de 2016 a 07:15
      Permalink

      Coloquei umas dicas sobre amamentação e como agir em uma dos posts sobre o sono. Infelizmente não tenho como fazer avaliações pessoais e dar orientações particulares à distância, mas seu pediatra pode te ajudar a entender o comportamento da sua bebê.

      Responder
  • 21 de fevereiro de 2017 a 21:35
    Permalink

    Boa noite!
    Minha filha tem 6 meses e desde os 2 meses dorme de barriga para baixo e mexe a noite toda, mas é se mexer mesmo por algumas vezes desperta e coloco ela pra dormir novamente. Porque isso acontece? Detalhes do dorme se mamar quando ela acorda. Eu não amamento ela usa fórmula.

    Responder
    • 22 de fevereiro de 2017 a 06:08
      Permalink

      Bebês tem padrão de sono individuais. Quando estão crescendo e em fases de saltos de desenvolvimento o sono fica perturbado.

      Responder
  • 1 de março de 2017 a 21:37
    Permalink

    Os prematuros tem que ser acordados pra mamar até quantos meses? A minha bebê nasceu de 34 semanas, completa agora dia 02/03 02 meses, e as vezes dorme direto 4h, não acordo ela, deveri acordar? Ela está ganhando peso bem, e só mama no peito.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *