Vacinas em falta, mães em polvorosa. O que fazer?

Desde o ano passado está existindo um irregularidade no fornecimento de algumas vacinas. A alegação dos laboratórios é que há um problema mundial no fornecimento dos imunizantes, devido ao aumento na demanda e capacidade de produção ainda não equacionada.

No momento, as vacinas que estão em falta nas clínicas de vacinas, causando estresse nas famílias são as chamadas Hexavalente, Pentavalente e a vacina para reforço adulto da coqueluche, que também está em falta no SUS e nas clínicas de vacinas.

Então, vamos aprender as alternativas para não se estressar sem necessidade?

Quais são as vacinas em falta?

Vacina Hexavalente (GSK/Infanrix-Hexa)– Protege contra Difteria+Tétano+Coqueluche(acelular)+Hib+Pólio+Hepatite B

  • Seria feita aos 2 e 6 meses de idade

Vacina Pentavalente (GSK/Infanrix-IPV)– Protege contra Difteria+Tétano+Coqueluche(acelular)+Hib+Pólio

  • Seria feita aos 4 meses de idade e no reforço, dos 15 aos 18 meses e aos 4 anos de idade.

Vacina Acelular para Coqueluche – Reforço Adulto (dTpa)

  • Para grávidas entre 27 e 36 semanas e adolescentes.

Como substituir?

A recomendação da Sociedade Brasileira de Imunizações é fazer as vacinas nos postos de saúde, mesmo que o calendário tenha iniciado na rede privada. Nesse caso, seria feita a vacina Pentavalente do posto (DTP/HiB/HepB) + Pólio Inativada, nas doses equivalentes aos 2, 4 e 6 meses da clínica de vacina e DTP+Pólio oral aos 15 meses e 4 anos de idade (reforço).

Nas crianças que tem indicação de uso da vacina DTP Acelular por terem tido reações severas com doses anteriores,  a recomendação é fazer a DTP de células inteiras em ambiente hospitalar com observação, mas não acho que seja necessário e prudente nos reforços de 15 meses e 4 anos.

Nem se deve fazer também a Hexavalente na clínica no reforço de 15 meses e 4 anos, porque seriam doses excessivas da vacina de Hepatite B, o que teoricamente poderia causar problemas. Não é recomendada essa substituição pela pela SBIm.

Como existe uma previsão de chegada da vacina GSK até o final do ano, não custa e não tem grande risco esperar um pouco.

 

 


Receba seu ebook grátis

Receba grátis ebook do pediatra dr Flávio Melo com 27 textos sobre os temas mais atuais, como H1N1, Zika, Imunidade e alimentação. São 160 páginas de conhecimento sobre como cuidar bem de seus pequenos. Basta deixar seu e-mail e clicar em "Eu quero"

Dr Flávio Melo - pediatra

Sou médico pediatra há 11 anos, formado em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba e Pediatria no Instituto de Medicina Integral Fernando Figueira (IMIP/Recife-PE). Enxergo que o futuro da prevenção na criança, passa por uma atuação nos hábitos familiares e estilo de vida, desde antes do casal engravidar.

9 comentários em “Vacinas em falta, mães em polvorosa. O que fazer?

  • 12 de outubro de 2016 a 07:58
    Permalink

    Dei a Hexa no lugar da Penta nos 15 meses do meu filho pois a pediatra disse não ter problema, mas agora fiquei preocupada.Que problemas poderia causar?

    Responder
    • 15 de outubro de 2016 a 07:09
      Permalink

      A SBIM não recomenda essa dose extra de Hepatite B, pois pode aumentar o risco de efeitos colaterais e é desnecessária (já são feitas 4 doses no primeiro ano de vida se não se consegue a pentavalente na clínica no quarto mês e 4 doses no posto pq se faz a Pentavalente do SUS ao nascimento, 2,4,6 meses).

      Responder
  • 21 de abril de 2017 a 10:31
    Permalink

    O fazer se não conseguir a vacina Xexavalente ? pode ser subistituida por a da rede publica com segurança?

    Responder
  • 14 de junho de 2017 a 14:32
    Permalink

    Dr. dei todas as vacinas de 2 meses hj no postinho, mas a pentavalente está em falta aqui em Goiânia, até quando posso vacina-la? Ninguem no posto soube me informar direito…. Obrigada!

    Responder
  • 6 de agosto de 2017 a 23:03
    Permalink

    Meu BB está com 2 meses e 4 dias e nada dá penta chegar nas ubs , ficamos muito preocupados pois ele não está imune .

    Responder
  • 24 de agosto de 2017 a 05:29
    Permalink

    Dr , dei 2 doses para meu bebê da vacina meningo B , com 3 meses e 5 meses , não tive condições de vacina lo aos 7 meses , ele irá completar 10 meses , posso vacina lo agora e depois com 1ano ? Pois são 4 doses , correto ? Ele
    Estará imunizado ?

    Responder
  • 26 de janeiro de 2018 a 12:14
    Permalink

    Boa tarde! Vacinei minha filha com a miningococia B quando ela tinha 8 meses de vida. Porém, a segunda dose dei somente agora, aos 21 meses. Deverei dar mais uma dose para completar as 3 doses ou essas 2, mesmo espaçadas já são suficientes? Obrigada!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *